Ponte de Avignon | Ponte Saint Bénezet | Avignon | França

“Sur le Pont d’Avignon,on y danse, on y danse… Sur le Pont d’Avignon, on y danse, tous en rond” ‘Sobre a Ponte de Avignon, nós dançamos, nós dançamos…. sobre a Ponte de Avignon, nós dançamos, todos em roda.”

 Ao contrário do que diz a música, os moradores da cidade de Avignon nunca dançaram sobre a ponte, uma vez que ela era estreita demais para permitir qualquer tipo de dança de roda. Muito pelo contrário, devido à formação das ilhas – em especial a de Barthelasse – as margens do Rio Ródano (Rheno) acabaram se transformando em um grande espaço de lazer e entretenimento no século XIX. E lá sim, embaixo da ponte (e não sobre ela), os moradores de Avignon puderam dançar e rodopiar.

A ponte já era conhecida, até mesmo fora da França, desde o século XV, época em que várias canções tocadas em cerimônias de casamento evocavam o lugar. Porém, foi em 1876 que a ponte ficou mundialmente famosa por causa da canção ‘Sur le Pont d’Avignon’. Sinceramente eu nunca havia ouvido falar nesta canção antes de conhecer a cidade. Mas, conversando com algumas pessoas em Genebra, percebi que na Europa, sim, as crianças costumam cantá-la.

Ponte de AvignonPonte_Avignon_05 A Ponte Saint Bénezet ou, simplesmente, Ponte de Avignon é um dos monumentos mais famosos e visitados da cidade de Avignon, na França. Patrimônio Mundial da UNESCO – assim como o Palais des Papes e a Catedral Notre-Dame des Doms – a ponte recebe cerca de 400 mil turistas todos os anos.

História da Ponte de AvignonLinha_Subtitulo

Diz a lenda que a construção e, consequentemente, o nome da ponte, teve origem em um jovem pastor – chamado Bénézet – que, ao lidar com suas ovelhas, ouviu a voz de Jesus Cristo pedindo que ele construísse uma ponte sobre o rio. Ridicularizado pela população de Avignon, ele provou sua inspiração divina levantando “milagrosamente” um enorme bloco de pedra. Após isso ele ganhou apoio para a construção da ponte.

Ainda segundo a lenda, após sua morte, Bénézet foi enterrado em uma pequena capela na própria ponte. Lendas à parte, o fato é que a Capela Saint-Bénézet existe e está situada em cima do terceito pilar (entre o segundo e o terceiro arco) sob uma outra capela, chamada Saint-Nicolas. Ponte_Avignon_03 Ponte_Avignon_04A Ponte de Avignon foi construída entre 1177 e 1185. Ela ligava Avignon à vila de Villeneuve-lès-Avignon, tinha 900m de comprimento e apenas 4.9m de largura.  Acredita-se que, originalmente, ela consistia de uma superestrutura de madeira apoiada sobre pilares de pedra. A ponte foi destruída, pela primeira vez, em 1226, quando Louis VIII invadiu a cidade de Avignon.

Em 1234 ela foi reconstruída, desta vez, em uma estrutura de pedra. Mas, durante o século XVII, a ponte foi abandonada e, em 1644, quatro arcos caíram.  Finalmente, em 1669, uma grande enchente destruiu grande parte da estrutura da ponte. A partir daí, alguns arcos desabaram, outros foram demolidos e é por isso que, atualmente, a ponte possui somente quatro, dos 22 arcos iniciais. Ponte_Avignon_02Ponte_Avignon_06 A Ponte de Avignon chama atenção de quem visita a cidade não só por simbolizar um pouco da história de Avignon e por sua beleza mas, também, pelo fato de “ligar nada a lugar algum” como a gente diria no Brasil.

INFORMAÇÕES GERAIS (Localização, horários, preços, etc)Linha_Subtitulo

– Endereço:

Ponte de Avignon
Rio Ródano – Avignon – França Tel. (33) 04 32 7432
http://www.avignon-pont.com

– Horários de funcionamento:

  • Todos os dias, o ano todo. Porém, em horários diferenciados*: – De 01/Setembro a 01/Novembro: 9h – 19h – De 02/Novembro a 29/Fevereiro: 9h30 – 17h45 – Março: 9h – 18h30 – De 01/Abril a 30/Junho: 9h – 19h – Julho: 9h – 20h – Agosto: 9h – 20h30
  • O caixa fecha 30 minutos antes do horário de fechamento do local.

– Mobilidade:

  • A Ponte de Avignon é parcialmente acessível às pessoas com deficiência de locomoção (banheiros, estacionamento, circulação);
  • Para pessoas com deficiência visual há um programa específico audioguiado.

– Preço:

  • Tarifa nomal: 5€                  Tarifa reduzida*: 4€
  • Áudio disponível em 11 idiomas, incluindo o Português (de Portugal):  gratuito
  • Jornalistas tem acesso gratuito desde que exibam sua carteira de identificação professional
  • Crianças com menos de 8 anos também não pagam

*  Crianças e adolescentes: entre 8 e 17 anos     Estudantes Universitários (desde que apresentem a carteira de estudante válida)     Estudantes de Belas Artes, História da Arte ou Arquitetura (apresentação de uma justificativa)     Adultos com mais de 60 anos (apresentação de documento de identidade)     Grupos : à partir de 20 pessoas