Châtel-St-Denis e uma bela trilha pelo “Sentier des Fromageries”!

Você já ouviu falar do Sentier des Fromageries, na região de Gruyères? Já aviso que a trilha não é assim, das mais fáceis porque tem um trecho bem inclinado mas o visual é muito legal.

Esta foi a segunda vez que estivemos na encantadora e surpreendente aldeia medieval de Gruyères, na Suíça. Na primeira visita, em Setembro de 2013, ficamos dois dias na região e, além de conhecer a cidade, visitamos algumas vilas próximas, subimos ao topo da montanha do Moléson e fizemos uma trilha a partir de lá.

Desta vez também ficamos dois dias, mas o objetivo era outro, cavalgar (o David, claro! rs) Saímos de casa no sábado já passava das dez e seguimos em direção a Gruyères, sem muita pressa. No caminho decidimos dar uma paradinha na vila de Châtel-St-Denis. Fomos ao escritório de turismo pegar algumas informações e caminhamos um pouco pela cidade.

Não chegamos a visitar o Château, mas passamos por duas belas Igrejas, a Chapelle de L´Institut St-François de Sales e a Église de Châtel-St-Denis. A cidade, como toda vila suíça é muito bonitinha, repleta de flores e muito limpa.

Église de Châtel-St-Denis

Église de Châtel-St-Denis

 

Châtel St Denis

Chapelle de L´Institut St-François de Sales

Double cream com frutas

Imagem na frente da Igreja

De lá seguimos para Gruyères. Passeamos um pouco pela região, almoçamos e fomos procurar hotel. Como não havíamos reservado nada tivemos que pegar o primeiro hotel que encontramos. Nos hospedamos na Hostellerie Le Castle, na vila de Le Pâquier-Montbarry.  O local era limpinho e o atendimento muito bom. Não jantamos no restaurante porque queríamos ir até a vila de Charmey. Estava tendo um Festival de música na vilae em praticamente todos os (poucos) restaurantes da cidade havia um grupo tocando, o difícil foi encontrar lugar para jantar sem reserva, todos estavam lotados.

Domingo de manhã David foi cavalgar. Eu não fui desta vez e resolvi aproveitar para caminhar pela vila de Gruyères. O dia estava lindo e aproveitei para fotografar um pouco. Mas não visitei nem o museu nem o Castelo pois já tinha feito isso da outra vez. Como a capela da cidade (Église St-Théodule) estava aberta, aproveitei para visitá-la. Falei sobre ela no post Gruyères: uma aldeia medieval encantadora e surpreendente!

Église St Théodule em Gruyères

Depois almoçamos com o grupo que fez a cavalgada em um restaurante no meio da colina, com um visual bem bonito e decidimos encarar uma trilha pela montanha antes de voltar para casa. Desta vez o percurso foi bem diferente do primeiro, em 2013.

Sentier des Fromageries: uma trilha show!

Deixamos o carro no estacionamento da fábrica de queijos e seguimos montanha acima, pelo Sentier des Fromageries. O percurso de 4horas começa próximo à Maison e vai até a vila de Moléson-sur-Gruyères e a maior parte dele é de subida, e que subida!!!

Desta vez tínhamos mais duas companhias, uma francesa e um chinesa. A chinesa desistiu logo no começo, mas a francesa fez todo o percurso do Sentier des Fromageries conosco. Fizemos o caminho em verde na ida e o caminho em vermelho na volta (figura abaixo).

Mapa da trilha do Sentier des Fromageries

Essas são as três trilhas do Sentier des Fromageries

Pessoas na Trilha do Sentier des Fromageries

Começo da trilha

Pessoas atravessam ponte na Trilha do Sentier des Fromageries

Muita sombra e muito fácil

Trilha do Sentier des Fromageries

Aos poucos a trilha começa a ficar mas difícil…

Vista da montanha

…mas o visual vale a pena!

Vista da montanha com um rego d'água

E um pouco de água para refrescar

Flor com abelha

Imagens como esta compensam qualquer cansaço!

Em Moléson-sur-Gruyères, pausa para uma água e um merengue com “Gruyères Double Cream”. Que dieta que nada, o bom é ser feliz!!

Double cream com frutas

Merengue com frutas e “Gruyère Double Cream”

Bom, já que a primeira parte da trilha do Sentier des Fromageries  foi de subida, obviamente boa parte do percurso de volta seria de descida, claro! É, mas como já disse em outro post, às vezes é mais complicado descer. E aqui isto aconteceu, durante um bom trecho o chão estava molhado e com pedras, e  nesse caso o cuidado deve ser dobrado para não escorregar.

Ah, tinha também algumas vaquinhas pelo caminho.  E a paisagem?  bom, sem comentários, afinal, estamos na Suíça e tudo aqui é, no mínimo, “bonitinho”!

Pequena queda d'água pelo caminho

Uma pequena queda d´água pelo caminho

Vista da trilha

Antes de começar a descer, mais uma pequena subida

mulher descendo a Trilha do Sentier des Fromageries

Nem sempre descer é fácil

Marlise com a- vila de Gruyères ao fundo

Ah, quem resiste a uma foto com essa paisagem?

Vacas no meio da trilha do Sentier des fromageries

Olha elas aí de novo

Animal pelo caminho

Desta vez encontrei outro amiguinho também!

Já passava das 18h quando chegamos ao ponto final do Sentier des Fromageries. E confesso que desta vez um pouco cansados, afinal, fazia algum tempo que não encarávamos uma trilha como essa. Mas, como sempre, valeu a pena! Nada como uma trilha como essa para renovar as energias e começar a semana com disposição.

Mais informações sobre o percurso do Sentier des Fromageries podem ser encontradas na página de informações da cidade de Gruyères.