Chamonix Mont-Blanc: a capital mundial de atividades ao ar livre é linda em qualquer estação!

Chamonix_Cidade_06Simplesmente um paraíso para os amantes do esporte. Se você gosta de aventura e diversão, Chamonix Mont-Blanc é o lugar ideal. Na capital mundial de atividades ao ar livre, aos pés do Maciço do Mont-Blanc, o que não falta é opção, independente da época do ano.

Se você gosta de praticar esportes como o Alpinismo, esqui, parapente, paraquedas ou curte apenas uma boa trilha na montanha, certamente você encontrará o que fazer por lá. Se você não gosta de nada disso, não se preocupe, a vila oferece vários cafés, restaurantes e lojas para você se deliciar com a culinária francesa, relaxar, ler um bom livro, tomar um café, degustar um bom vinho ou, até mesmo, fazer umas comprinhas.

Vista do Maciço do Monte Branco durante o inverno

Vista do Maciço do Monte Branco durante o inverno

Centro da cidade durante o inverno

Centro da cidade durante o inverno

Chamonix_Cidade_02

O prédio da prefeitura está sempre florido

Ah, mas para mim é no outono que a cidade exibe toda a sua beleza! A mistura do amarelo-alaranjado das folhas com o azul do céu e o branco da neve – que insiste em permanecer no alto das montanhas – são uma combinação mais do que perfeita e deixa a vila ainda mais bela!

ONDE FICA E COMO CHEGAR Linha_Subtitulo
Localizacao_MacicoMontBlanc_Menor

O Maciço do Monte Branco localiza-se entre França, Itália e Suíça

Para entender melhor a localização de Chamonix Mont-Blanc – ou simplesmente, Chamonix – é interessante falar sobre o Maciço do Monte Branco (Massif du Mont-Blanc, em francês), uma cadeia montanhosa situada nos Alpes Ocidentais, abrangendo parte de três países: Vale do Aosta (Valle D´Aosta) na Itália, Ródano-Alpes (Rhône-Alpes) na França e Valais (Canton du Valais) na Suíça.

Entre as montanhas mais famosas desta cadeia estão a Mont Blanc, Aiguile du Goûter, Dôme du Goûter, Aiguille du Midi, Refuge Vallot, Mont Maudit, Mont Blanc du Tacul e Grand Capucil.

A montanha mais alta desta cadeia, com 4.810,06m,  também tem o nome de Monte Branco (Mont Blanc). Mas, ao contrário do que muitos pensam, ela não é a pico mais alto da Europa. Ela é apenas a montanha mais alta da Europa Ocidental e dos Alpes. Sua altura pode variar de tempos em tempos, dependendo da quantidade de gelo que se acumula sobre a rocha. Essa altura corresponde à última medição feita em Setembro de 2013.

Chamonix_MontBlanc

Fonte: http://www.compagniedumontblanc.co.uk/en/site-overview/aiguille-du-midi

Com uma população residente de 9.401 habitantes, a vila de Chamonix Mont-Blanc está situada em um vale (Vallé de Chamonix). De um lado, ao sul, está o Maciço do Monte Branco e do outro, ao norte, o Maciço de Aiguilles Rouges. Por isso ela se torna tão pitoresca e seu visual tão fascinante. De qualquer canto da cidade, basta levantar seu olhar e elas estarão lá, várias montanhas cobertas de neve, exuberantes e grandiosas.

Como se não bastasse, o principal rio da região do Ródano-Alpes, o Arve, cruza o centro da vila de Chamonix, com suas águas claras, resultantes do degelo do Monte Branco. As águas do Rio Arve percorrem 107Km até chegar em Genebra e desaguar no Rio Rhône.

Como chegar: De Avião:
1. Aeroporto de Genebra (88Km): a Companhia SAT faz o trajeto do Aeroporto até Chamonix. A viagem dura aproximadamente 1h30. Valor: (50 euros – ida e volta). Há também vans que fazem o transporte, para ver as opções, clique aqui.
2. Aeroporto de Lyon-Saint Exupéry (220Km): é possível fazer o trajeto até Chamonix de trem (Sncf) mas a viagem é bem longa, no mínimo 5h40 e o valor a partir de 43 euros (o trecho).
3. Aeroporto Haute-Savoie Mont Blanc (90Km): Pode-se chegar a Chamonix de trem ou utlizar outras opções de transporte, como táxi, por exemplo. Para mais informações, clique aqui ;De carro: da França ou Suíça, o acesso é direto pela Autoestrada Blanche (A40). A partir da Itália é preciso atravessar o Túnel do Monte Branco;

De ônibus
: A Companhia SAT faz o trajeto de Genebra e de algumas cidades italianas até Chamonix;

De trem
: há um trem panorâmico (Mont Blanc Express) que parte da cidade de St Gervais em direção a Chamonix (20Km). Para se chegar até St Gervais é preciso utilizar os serviços da SNCF e fazer uma baldeação na estação de St Gervais.
ATRAÇÕES Linha_Subtitulo

Como você já deve ter percebido, o que não falta em Chamonix Mont-Blanc é coisa para fazer. Mas eu vou citar aqui apenas aqueles lugares que são mais acessíveis a todo tipo de turista. Mais para frente farei um post com detalhes mais específicos para quem gosta de esportes como o Alpinismo, o Parapente e o Ski.

GLACIAL “LES BOSSONS”
Glacial 'Les Bossons' visualizado do centro de Chamonix

Glacial ‘Les Bossons’ visualizado do centro de Chamonix

O Glacial “Les Bossons” fica bem próximo da cidade de Chamonix e pode ser visto de qualquer lugar. Ele é considerado a mais alta “fall of ice” dos Alpes, com 3.630m, e a geleira mais rápida graças à sua inclinação forte (1m/ 1m50 por dia). Ela é formada pela neve dos cumes das Montanhas do Mont-Blanc (4810m), de Mont-Maudit (4345m) e do Mont-Blanc du Tacul (4248m).

Durante alguns meses do ano (Junho a Setembro), o glacial fica aberto à visitação pública. Um télésiège (aquelas cadeiras utilizadas durante a estação de ski) transportam o turista a 1400m, de onde pode-se chegar bem perto do glacial e ter uma vista muito bonita do mesmo. A estação de trem fica a 700m do télésiège e o ponto de ônibus à 100m. Para mais informações, como preço e horário de funcionamento, clique aqui.

MONTENVERS / MER DE GLACE
Chamonix_Montenvers

O trem que parte de Chamonix em direção ao glacial

Chamonix_MerdeGlace

É possível entrar em um pequeno museu dentro do glacial

O passeio para o Montenvers e o Mer de Glace é muito bonito e pode ser feito tanto no inverno quanto no verão. A primeira parte do percurso é feita de trem e dura apenas 20 minutos. O trem sai da estação de Chamonix e chega aos pés do Mar de Glace *1913m), o maor glacial francês, com 7Km de comprimento e 200m de largura).

Lá é possível visitar o Glaciorium, um espaço interativo e edutativo dedicado à glaciologia, onde é possível aprender um pouco a formação, a vida e a evolução dos glaciais ao longo dos séculos. A vista do Mer de Glace, à partir do Montenvers é fascinante.

Mas, se você tiver ânimo de descer (e depois subir) quase 400 degraus, você pode pegar o teleférico e conhecer a Gruta de Gelo (Grotte de glace). Um espaço pequeno mas bem interessante, com algumas obras simbolizando a vida das pessoas da região no século XIX. Para saber informações sobre a tarifa cobrada pelo passeio, clique aqui.

AIGUILLE DU MIDI (Panorâmico do Mont-Blanc)
Chamonix_AiguilleDuMidi_01

No topo do Aiguille du Midi é possível ter diferentes visões…

Chamonix_AiguilleDuMidi_02

… do Maciço do Monte Branco

O Aiguille du Midi é outra atração imperdível em Chamonix. Em apenas 20 minutos o teleférico leva o visitante a 3.777m de altura, de onde é possível ter uma visão de 360° dos Alpes franceses, suíços e italianos. 

Entre Chamonix e o Aiguille du Midi há uma estação intermediária do teleférico chamada Plan de L´Aiguille, 2.310m. De lá é possível fazer uma trilha chamada Bancon Nord, que leva o turista até o Montenvers. Preste atenção para comprar o ingresso para o Aiguille du Midi, caso contrário você será barrado nesta estação. Nesta estação há um restaurante e uma vista bem bonita da cidade de Chamonix e região.

Ao chegar no Aiguille du Midi, o visitante pode apreciar o Maciço do Monte Branco de vários lugares, além de uma espécie de exposição. Graças a um elevador é possível subir mais um pouco e chegar a um terraço à 3.842m onde está a mais nova atração de Chamonix, uma janela toda de vidro em que o turista entra e pode olhar para baixo e se sentir realmente “nas alturas”. Para obter mais informações, clique aqui.

BRÉVENT / FLÉGÈRE
Brèvent e Frégère oferecem muitas opções de trilha durante o verão.

A região de oferece muitas opções de trilha durante o verão.

Brévent e  Flégère é uma outra opção de passeio em Chamonix, porém, ao contrário do Aiguille du Midi ou do Mer de Glace, essas montanhas não fazem parte do Maciço do Monte Branco, elas estão de frente para o Monte Branco, do outro lado da cidade. O acesso a Brévent é feito em duas etapas. Primeiro uma telecabine leva o turista de Chamonix até Plan Praz (1999m) e, depois, um teleférico chega até Brévent (2.525m).

De lá o visitante pode visualizar o Maciço do Monte Branco e praticar diversos esportes, desde a trilha até parapente, escalada, etc. Para mais informações, clique aqui.

Flégère, com 1877m, está situada no Maciço de Aiguilles-Rouges, uma reserva natural protegida. Um outro teleférico – que parte da cidade de La Praz e não de Chamonix – faz o trajeto que leva ao alto da montanha, que é ponto de partida de várias trilhas em direção aos lagos da montanha. Uma dessas trilhas permite ao visitante chegar ao Plan Praz (próximo a Brévent).  De Flégère é possível continuar o passeio, porém, de télèsiege (as cadeirinhas de ski) até L´Index com 2.595m de altitude. Clique aqui para mais informações.

GRANDS MONTETS
Grant Montet é pura diversão durante a temporada de ski

Grant Montet é pura diversão durante a temporada de ski

Grand Montet é outro grande atrativo da região, especialmente no inverno, quando se transforma na “praia dos esquiadores”. O acesso é feito pelo teleférico de Lognan, na vila de Argentière. O destino final do teleférico é o Aiguille des Grands Montets (3295m), de onde pode-se ter uma visão panorâmica das montanhas de Drus, Aiguille Verte, Aiguille de Chamonix e o glacial de Argentière.

Porém, há uma estação intermediária chamada Lognan (1972m) onde há um restaurante panorâmico. Durante o verão é possível praticar alguns esportes, bem como fazer inúmeras trilhas. Já no inverno, Lognan se transforma em uma das mais concorridas estações de esqui da região. Os mais ousados sobem ao Aiguille des Grands Montets, enquanto outros praticam o esqui e o snowboard ao nível do Lognan.

DICAS DO MEUSROTEIROS.COM Linha_Subtitulo
  • Há muitas vans que fazem o transporte entre o Aeroporto de Genebra e a cidade de Chamonix. Nesta página você pode encontrar várias opções;
  • Muitas pessoas moram em Chamonix e trabalham em Genebra, então é possível conseguir uma carona usando o blablacar.com;
  • Além das atrações listadas nesta página, Chamonix oferece outras atrações como parque de diversões, arborismo, etc. Se você gosta deste tipo de passeio, clique aqui para obter mais informações;
  • Se você fizer o passeio ao Montenvers, programe-se para almoçar no Grand Hôtel du Montenvers, construído em 1880 e que preserva um pouco da história do local. O ambiente é muito agradável;
  • Atenção quando comprar ingresso para visitar o Aiguile du Midi porque há uma outra estação no caminho (Plan de L’Aiguille) e os ingressos são vendidos separadamente;
  • Além de hotéis, você pode optar por alugar um chalé ou apartamento em Chamonix;