Cabo Espichel: um tesouro guardado entre o azul do céu e o azul do mar!

Cape Espichel (Portugal) / Cabo Espichel (Portugal)Pegadas de dinossauros, um farol, uma ermida, um santuário e muitas lendas. Assim é o Cabo Espichel, um pedacinho encantado do território português literalmente cravado entre o ‘infinito do céu, a estabilidade da terra e as profundezas obscuras do mar’*.

Pois é, você já ouviu falar do Cabo da Roca, o ponto mais ocidental da Europa, não é mesmo!? Mas há um outro, tão bonito quanto, do outro lado do Oceano e que ainda não é tão conhecido dos viajantes.

Diferentemente do Cabo da Roca, cujo único atrativo é a beleza natural que o cerca, o Cabo Espichel é recheado de história, memórias seculares e muita lenda. E se não bastasse tudo isto, há quem diga que lá foram gravadas algumas cenas do clássico “007 – Ao Serviço de Sua Majestade“.

Cape Espichel (Portugal) / Cabo Espichel (Portugal)

Cape Espichel (Portugal) / Cabo Espichel (Portugal)

Onde fica o Cabo Espichel?

O Cabo Espichel está situado na Costa Ocidental da Península Ibérica, na freguesia do Castelo (pertinho de Sesimbra), Distrito de Setúbal, em Portugal.

Talvez por ficar ‘do outro lado da ponte’, o local ainda não é tão visitado quanto o Cabo da Roca. O acesso é muito fácil, a estrada é ótima e bem sinalizada.

O Cabo é banhado pelo Oceano Atlântico. Em um dia bem limpo e com poucas nuvens é possível avistar parte da grande Lisboa e Cascais. Além dos atrativos turísticos, no Cabo Espichel há, também, um pequeno café com lanches rápidos, bebidas e sanitários.

Cape Espichel (Portugal) / Cabo Espichel (Portugal)

Atrações do Cabo Espichel

Ao chegar no Cabo Espichel você vai perceber que há duas áreas distintas a ser visitada. A primeira é onde está o Santuário de Nossa Senhora do Cabo e as construções que compõe o seu entorno. Um pouco mais afastado, à esquerda do Santuário, há, ainda, um Farol.

Farol do Cabo Espichel

O Farol do Cabo Espichel – que, outrora, recebeu outras denominações tais como Cabo Barbárico, Cabo da Boa Esperança, Promontório Luminoso ou de Santa Maria – é um dos mais antigos do país.

Segundo o site Faróis de Portugal, a construção do Farol do Cabo Espichel foi uma das consequências do Terremoto que atingiu o país em 1755. Após o incidente, Marquês de Pombal criou, em 1758, um Serviço de Faróis organizado e manda construir seis faróis na costa portuguesa.

Um deles foi o Farol do Cabo Espichel, em 1790, com o intuito de iluminar as costas portuguesas, conhecidas até a segunda metade do século XVIII como ‘costas negras’ pelos navegadores ingleses.

Cape Espichel (Portugal) / Cabo Espichel (Portugal)

‘O sistema de iluminação só foi alterado em 1883. A partir daí ocorreram várias modificações para melhorar a sinalização visual e sonora. Hoje em dia, tem um alcance luminoso de 26 milhas e encontra-se totalmente automatizado.’ (Câmara Municipal de Sesimbra)

O Farol é um dos 30 abertos à visitação pública em Portugal. As visitas podem ser realizadas às quartas-feiras, das 14h às 17h.  É possível visitar o farol em dias diferentes mas, para isto, é necessário autorização prévia.

Cape Espichel (Portugal) / Cabo Espichel (Portugal)

Outras Atrações do Cabo Espichel

O farol é bonito mas a grande atração do Cabo Espichel, na minha opinião, é o Santuário de Nossa Senhora do Cabo, não somente pela sua beleza arquitetônica mas, principalmente, pelas lendas da crença popular que envolvem o lugar.

Cape Espichel (Portugal) / Cabo Espichel (Portugal)

Para tentar explicar para você como o Santuário e a Ermida foram parar lá nós recorremos ao site VITRIOL (Associação da Língua e Cultura Lusófona).

Antes de mais nada é preciso explicar que o Santuário do Cabo Espichel também é conhecido como Santuário da Nossa Senhora da Pedra Mua. Este nome foi dado ao lugar por conta da lenda da ‘Pedra Mua’, cuja versão mais famosa e conhecida remonta ao século XV.

Reza a lenda que dois peregrinos viram Nossa Senhora sendo transportada por uma jumentinha pelas arribas do Cabo Espichel – desde o mar até o topo do cabo. Esta jumentinha teria deixado suas pegadas marcas nas rochas.

A ‘história’ teria se espalhado e o local tornou-se um centro de romaria e festas em homenagem à Nossa Senhora do Cabo Espichel e começaram as surgir as construções que hoje existem no local.

Cape Espichel (Portugal) / Cabo Espichel (Portugal)

Ermida da Memória

A primeira construção erguida por iniciativa dos peregrinos que lá passavam foi a Ermida da Memória, um pequeno templo quatrocentista de planta retangular, simples e harmoniosa. Dentro da Ermida existem painéis de azulejos que retratam um pouco da lenda e mostram, claramente, as pegadas que hoje, sabe-se, são de dinossauros saurópodes.

Cape Espichel (Portugal) / Cabo Espichel (Portugal)

Esta imagem dos azulejos acaba por ser, portanto, uma das mais antigas ilustrações de pegadas de dinossauros que se conhecem. Estas pegadas ainda podem ser vistas no Cabo Espichel.

Cape Espichel (Portugal) / Cabo Espichel (Portugal)

Igreja de Nossa Senhora do Cabo

Já a Igreja de Nossa Senhora do Cabo foi uma iniciativa da Casa Real Portuguesa. Datada do Século XVIII, a Igreja é linda. Construída entre 1701 e 1707, a Igreja tem uma arquitetura de ‘estilo chão’ somada a alguns traços de Barroco.

Cape Espichel (Portugal) / Cabo Espichel (Portugal)

Cape Espichel (Portugal) / Cabo Espichel (Portugal)

Cape Espichel (Portugal) / Cabo Espichel (Portugal)

Além das paredes revestidas a mármore há, na capela, frescos e pinturas a óleo de estilo ilusionista de perspectiva feitas pelo artista Lourenço da Cunha. Vale salientar que elas são as únicas obras deste artista que ainda existe em Portugal.

No Século XVIII foram criados, pelos romeiros, 10 (dez) altares laterais. No teto há uma bela pintura que simboliza a assunção da Virgem e nos painéis laterais, a sua vida. As fotos não estão com uma qualidade muito boa porque não é permitido fotografar no local.

Cape Espichel (Portugal) / Cabo Espichel (Portugal)

Cape Espichel (Portugal) / Cabo Espichel (Portugal)

Casa dos Círios

Para abrigar os círios e os festeiros foram construídas, entre 1715 e 1760, duas alas de hospedarias onde os romeiros podiam dormir e se alimentar.  A construção da ‘Casa dos Círios’ foi custeada pelos próprios romeiros e tinha um ‘estilo chão’ característico da região do aro saloio.

Cape Espichel (Portugal) / Cabo Espichel (Portugal)

Casa da Água

Com o aumento do número de peregrinos, D. José I ordenou a construção da Casa da Água com o intuito de abastecer o local. A água vinha da vila de Azoia por meio de um aqueduto.

Cape Espichel (Portugal) / Cabo Espichel (Portugal)

Cape Espichel (Portugal) / Cabo Espichel (Portugal)

Cape Espichel (Portugal) / Cabo Espichel (Portugal)

Casa da Ópera

D. José I mandou construir, também, a Casa da Ópera, composta de cenários e acomodações para público e artistas. Lá eram organizados espetáculos com companhias famosas da época para animar os festejos. Interessante que atualmente – no mês de Abril – há uma Temporada de Música em todo o concelho de Sesimbra, inspirada na antiga casa de Ópera existente no Cabo Espichel.

Cape Espichel (Portugal) / Cabo Espichel (Portugal)

Cape Espichel (Portugal) / Cabo Espichel (Portugal)

Cape Espichel (Portugal) / Cabo Espichel (Portugal)

Além de toda esta lenda religiosa, o lugar foi, ainda, em Julho de 1180, palco da Batalha do Cabo Espichel na qual a esquadra portuguesa, chefiada por D. Fuas, venceu um importante confronto com os muçulmanos. Quer saber mais? Clique aqui.

Ah, e se passar por lá no final da tarde e puder esperar o pôr do sol, certamente você não vai se arrepender!

Cape Espichel (Portugal) / Cabo Espichel (Portugal)

Como chegar ao Cabo Espichel?

O Cabo Espichel fica a apenas 48km de Lisboa e é muito fácil chegar até lá, caso você esteja de carro.

  • De carro: Coordenadas (GPS) – Latitude 38º25’13.03 N; Longitude 9º12’49.15 W; Siga as placas em direção a Sesimbra e depois as placas indicando o Cabo Espichel.
  • De transporte público: é possível ir ao Cabo Espichel de ônibus (autocarro) mas certamente não é a forma mais fácil e rápida. Se você não tiver outra forma, nossa sugestão é tomar o ônibus (autocarro) de Lisboa até Sesimbra (linhas 207 ou 260 da Transportes Sul do Tejo e em Sesimbra, tomar a linha 201 (Cabo Espichel – Sesimbra)

Informações importantes sobre o Cabo Espichel

  • Visitas:
    Farol – as visitas ao farol acontecem às quartas-feiras, das 14h às 17h;
    Santuário
    – Verão: De 2ª a 6ª Feira, das 9h.30 – 13h.30 e das 14h.30 – 17h.30;
    Sábado e Domingo, das 9h.30 – 13h.30 e das 14h.30 – 18h.30;
    – Inverno: De 2ª a 6ª Feira, das 9h.30 – 13h.30 e das 14h.30 – 17h.00;
    Sábado e domingo, das 9h.30 – 13h.30 e das 14h.30 – 18h.00
  • Respeite a sinalização do lugar. Assim como o Cabo da Roca, venta muito no Cabo Espichel e é preciso tomar um certo cuidado;
  • Entrada: não é cobrada entrada no Santuário;
  • Na primavera, a vegetação da região deixa a sua visita ainda mais espetacular.

Cape Espichel (Portugal) / Cabo Espichel (Portugal)

Estas informações podem sofrer alterações. Consulte o site da Câmara Municipal de Sesimbra antes de dirigir-se ao local.

Sites e Artigos sobre o Cabo Espichel na Web

Câmara Municipal de Sesimbra

Sesimbra Turismo

Faróis de Portugal

VITRIOL Associação da Língua e Cultura Lusófona

https://www.lifecooler.com/artigo/atividades/farol-do-cabo-espichel/356849/

http://www.cm-sesimbra.pt/frontoffice/pages/1077?news_id=3956

*http://repositorio.ul.pt/bitstream/10451/12343/2/ULFBA_Santu%C3%A1rios1_FernandoAntonioBaptistaPereira.pdf